Review: 1ª temporada de Hunters (SPOILERS)

  • por Minha Série em 03/03/2020 - 14:00

Hunters estreou no Amazon Prime Video no dia 21 de fevereiro e marcou o primeiro grande trabalho de Al Pacino na TV. Na série, ele vive o líder de um grupo de caçadores de nazistas que moram nos Estados Unidos na década de 1970.

Review: 1ª temporada de Hunters (SPOILERS)
(Fonte: Amazon/Reprodução)

Sinopse de Hunters

Inspirada em fatos, Hunters segue um grupo diverso de caçadores de nazistas em 1977 na cidade de Nova York, que descobrem que centenas de nazistas em fuga estão vivendo na América.

Assim, eles fazem o que qualquer esquadrão de vigilantes faria: eles partem em uma sangrenta busca por vingança e justiça. Mas eles logo descobrem uma conspiração de longo alcance e precisam correr contra o tempo para frustrar os novos planos genocidas dos nazistas.

A série é boa?

A série inicia sua trama com calma, sem revelar tudo de uma vez. O capítulo inicial tem 90 minutos e tudo é desenvolvido sem pressa. Desde a revelação da presença de nazistas infiltrados no governo norte-americano, passando pela história da morte da avó do personagem Jonah, que busca vingança, até o momento em que Meyer o apresenta ao seu grupo de caçadores.

A partir disso, a série consegue desenvolver muito bem toda sua história. Claramente a intenção de Hunters é mostrar a clássica luta do bem contra o mal. Mostrar os estereótipos racistas dos nazistas que os tornam personagens caricatos, porém, de uma maneira interessante. A série convence nos momentos em que os vilões são subjugados pelos heróis.

Falando em heróis, o grupo formado na série também se encaixa muito bem. Também com alguns toques de clichês em suas características, todos eles conseguem executar bem suas coreografias nas lutas. Al Pacino mostra uma habilidade interessante ao manusear suas facas.

Fatos

Hunters não hesita em momento algum em trazer toda a crueldade vivida pelas vítimas do nazismo, tanto na 2ª Guerra Mundial — com cenas de judeus sendo executados enquanto se rebelavam e tocavam músicas judaicas nos campos de concentração, ou sendo mortos literalmente como peças de um jogo de xadrez — quanto no próprio território norte-americano — como quando um dos nazistas é descoberto e acaba executando toda a sua própria família e amigos no quintal de casa.

Isso faz a série ganhar em veracidade, em credibilidade.

No entanto, a maneira de mostrar tudo muito aberto, pode incomodar algumas pessoas. Principalmente pela violência gráfica, ou até mesmo pelo humor ácido, que pode colocar alguns personagens, que têm uma pegada de alívio cômico — como o personagem de Josh Radnor — em cheque.

Conclusão

De uma maneira geral, Hunters é uma série que é bem executada, com pontos fortes e pequenas falhas, com personagens interessantes, mesmo que algumas vezes caricatos, com atuações interessantes, e uma parte técnica bem executada – como uma fotografia bonita, cenários e figurinos que conseguem caracterizar bem os anos 1970.

O final ainda me deixou em dúvida sobre eu ter realmente gostado ou não. E você, o que achou de Hunters?

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.

Assuntos
Reviews

Leia Mais

Deixe seu comentário