Dona Hermínia volta com tudo em Minha Mãe é uma Peça 3 (crítica)

  • por Guilherme Haas em 26/12/2019 - 10:00

Inspirado no “exemplo” de sua própria mãe, o ator Paulo Gustavo retorna ao papel da Dona Hermínia em Minha Mãe é Uma Peça 3, dando sequência à franquia de maior sucesso do cinema nacional.

A personagem continua desbocada como sempre nesta nova trama, na qual descobre que sua filha está grávida e que o filho caçula vai casar – mas, ao mesmo tempo, ambos dispensam toda a ajuda que ela poderia oferecer nessa nova fase de suas vidas.

O terceiro filme da série apresenta um roteiro um pouco mais elaborado do que os longas anteriores, com Hermínia enfrentando conflitos diversos sobre o envelhecimento e o seu “lugar” na vida de seus filhos. O humor politicamente incorreto da protagonista, no entanto, permanece intacto, para a satisfação dos fãs.

Os disparates da Dona Hermínia parecem ainda mais afiados, especialmente quando precisa lidar com a sogra de seu filho durante os preparativos do casamento. Para quem gosta do estilo de humor de Paulo Gustavo, Minha Mãe é Uma Peça 3 é um deleite e proporciona uma sessão de risadas e gargalhadas generosas.

Vale dizer ainda que, nos créditos finais do filme, o ator e roteirista reservou um espaço para homenagear sua família e, em especial, sua mãe Déa Lúcia; apresentando novos vídeos dessa figura impagável que serviu de inspiração para a criação da Dona Hermínia e fechando a comédia de maneira carinhosa.

Assuntos
Cinema, Cinema: Crítica

Leia Mais

Deixe seu comentário