Game of Thrones: pesquisadores usam inteligência artificial para prever mortes

  • por Minha Série em 15/04/2019 - 19:30

A última temporada de Game of Thrones estreou ontem (14) na HBO e já mobilizou populações na audiência e nas redes sociais. Sucesso de crítica e público, a série se notabilizou também por matar muitos personagens e, portanto, é provável muitas pessoas estejam se perguntando quais serão os próximos defuntos do programa.

Um grupo de cientistas a Universidade Técnica de Munique (TUM), da Alemanha, resolveu lançar mão da inteligência artificial para responder a essas questões. Os modelos criados por eles analisara informações como expectativa de vida da população da série e hábitos dos personagens, mas os principais critérios foram a casa a qual o personagem pertence, suas relações políticas e familiares, seu gênero e sua localizaçã.

Além disso, como não poderia deixar de ser em um caso como este, eles levaram em conta também se tal personagem pode ser considerado grande ou pequeno dentro da trama adaptada dos livros de George R. R. Martin.

Análise de dados

Com os dados em mão, os cientistas analisaram tudo usando dois modelos distintos. O primeiro é tradicional, uma abordagem estatísticas conhecida como inferência bayesiana; já o segundo usa tecnologia e combina linguagem neural e aprendizado de máquina.

Essas informações foram compiladas a partir de sites feitos por fãs com “dados pessoais” dos personagens e a sua análise trouxe algumas informações interessantes:

  • Pertencer à casa Baratheon aumenta em 5% as chances de morrer de um personagem;
  • Ser um Lannister, ao contrário, aumenta em 45% a chance de alguém continuar vivo;
  • Homens tendem a morrer mais, com uma taxa de mortalidade de 22% contra 11% das mulheres;
  • Daenerys Targaryen tem apenas 0,9% de chance de morrer nesta temporada;
  • Tyrion Lannister tem apenas 2,5% de chance de morrer nos próximos episódios;
  • Sansa Stark é a segunda personagem com mais chance de morrer: 73,3%;
  • Gregor Clegane tem 80,3% de probabilidade de morte na temporada derradeira de "Game of Thrones".

Divergências

Há três anos, o mesmo grupo da TUM desenvolveu uma previsão de mortes usando probabilidade. Apesar de acertar em casos como os de Tommen Baratheon e Stannis Baratheon, que tinham respectivamente 97% e 96% de chances de morte e de fato morreram, os cientistas erraram feio em relação a Daenerys: ela tinha 95% de chance de morte, segundo a análise, mas continua viva e viu essa probabilidade praticamente zerar neste ano

Como isso aconteceu? Segundo os pesquisadores, graças à diminuição da participação do autor dos livros no desenvolvimento da série.

“Desde aquela temporada, George R. R. Martin perdeu o controle [criativo sobre a série] e outros roteiristas estão escrevendo a história”, explicou o pesquisador Christian Dallago à Wired. “Isso é levemente diferente do originalmente pretendido e parece ter tido efeito sobre os dados”, completou.

E aí, quais as suas apostas para esta temporada? Será que a previsão dos cientistas da TUM se confirmam?

A matéria "Pesquisadores usam IA para prever quem vai morrer em Game of Thrones" foi escrita por Douglas Ciriaco para o TecMundo, um site da empresa NZN assim como o Minha Série.

Assuntos
Entretenimento

Leia Mais

Deixe seu comentário