Nossos Favoritos: As Melhores Séries de 2018!

  • por Minha Série em 28/12/2018 - 17:04

Tivemos um ano generoso com os fãs de séries. Com uma quantidade recorde de novas produções lançadas pela TV americana e pelos serviços de streaming, fica cada vez mais difícil conseguir assistir à maioria das produções. Mais difícil ainda é selecionar as Melhores Séries de 2018 entre um mar de opções, mas nós tentamos mesmo assim.

Chamem de indecisão ou covardia, mas as listas estão em ordem alfabética e não em forma de ranking. O que importa é que elegemos as “6 Melhores Estreias da TV e Streaming”, em nossa humilde opinião, e as “12 Melhores Séries Veteranas” que continuaram se superando em 2018.

6 Melhores Estreias da TV e Streaming

A Maldição da Residência Hill

Quem diria que uma história de terror poderia esconder um dos dramas familiares mais poderosos do ano? A Maldição da Residência Hill não é só eficiente como uma série de suspense, mas tem sua força nas relações entre os personagens. Impossível assistir com moderação e, por isso, é daquelas séries que se consome de uma só vez.

Bodyguard - Segurança em Jogo

O sucesso de público no Reino Unido e a popularidade internacional alcançada com a exibição de Bodyguard (Segurança em Jogo) na Netflix com certeza vão gerar uma 2ª temporada para o que deveria ser uma minissérie. Ainda assim, precisamos reconhecer que David Budd tem potencial para protagonizar outras histórias. Daquelas séries que te fazem prender a respiração, algo como os melhores momentos de 24 Horas.

Castle Rock

Castle Rock tem um apelo especial para os fãs das obras de Stephen King, mas não é SÓ para eles. Para quem gosta de um mistério complexo para desvendar em meio a um terror psicológico intenso: achou o que estava procurando. Só não espere todas as respostas ao final da 1ª temporada, a confiança dos produtores os fez jogar muitas revelações para o próximo ano. Um tanto quanto sujo, mas ainda estamos intrigados.

Killing Eve

Sandra Oh e Jodie Comer deviam ganhar todos os prêmios possíveis, e em conjunto se for possível, já que a química bizarra entre suas personagens fortalece a atuação de ambas em Killing Eve. O jogo de gato e rato misturado com flerte entre Eve e Villanelle só não é mais imprevisível do que as ações da psicopata mais carismática dos últimos tempos.

O Mundo Sombrio de Sabrina

Se você tem algum tipo de preconceito com séries consideradas “adolescentes”, assista a O Mundo Sombrio de Sabrina. Se não tem, assista a O Mundo Sombrio de Sabrina. Estamos falando de entretenimento puro, com um toque de ironia e crítica religiosa e social. Entre um terror leve e uma aventura sobrenatural, possivelmente a melhor e mais original série da Netflix no ano – ainda que seja um reboot.

Titans

A DC aprendeu a nos decepcionar como ninguém, então imagine a nossa alegria ao descobrir que Titãs (Titans) é muito bom! Apesar de estrear somente no dia 11 de janeiro no Brasil, a 1ª temporada da série dos jovens heróis já está disponível na íntegra no serviço de streaming DC Universe, com direito a cena pós-créditos para deixar todo mundo empolgado para a próxima temporada.

12 Melhores Séries Veteranas que Ainda Mandam Bem

The Americans

Infelizmente, pouca gente acompanhou a genialidade da série The Americans, que conseguiu uma proeza para poucas produções: acabar tão bem quanto começou. A 6ª e última temporada entregou um final satisfatório e emocionante, além de render um Emmy de Melhor Ator para Matthew Rhys.

Atlanta

A única ressalva que tem que ser feita ao recomendar Atlanta para alguém é: ela nem sempre é uma comédia. O fato de ela concorrer nesta categoria em premiações pode levar algumas pessoas a esperar risadas histéricas e (ainda que eventualmente elas aconteçam) esse não é o objetivo principal da politizada obra de Donald Glover. Dito isso: ela só melhorou em ambos os aspectos – comédia e crítica social – em seu segundo ano.

Atypical

Outra produção que conseguiu superar sua temporada de estreia! Atypical conseguiu resolver os problemas de representatividade mostrando outros jovens no espectro do autismo menos funcionais que Sam, encerrar a trama menos interessante da série (a da mãe infiel) e expandir a história dos melhores personagens secundários.

Better Call Saul

" data-cke-saved-src="/uploads/editor_pictures/000/069/760/content_pic.jpg

Na 4ª temporada de Better Call Saul, Jimmy McGill finalmente se tornou Saul Goodman após uma das temporadas com mais acenos aos fãs de Breaking Bad. Há quem diga que o spin-off está até superando a série original, mas ainda não somos tão ousados em afirmar isso.

Big Mouth

Um humor que talvez não seja para todos, nós sabemos. Mas a 2ª temporada de Big Mouth consegue nos fazer gargalhar alto com seu surrealismo, enquanto disfarça estar abordando temas sérios como depressão e educação sexual. É sempre bom lembrar: isso é uma animação para adultos, afinal, só quem já passou pelas dores da puberdade pode rir do sofrimento alheio.

Brooklyn Nine-Nine

Enquanto estiver no ar, Brooklyn Nine-Nine será uma das melhores comédias em exibição. A 5ª temporada não decepciona e fãs do mundo todo suspiraram aliviados quando a NBC salvou a série de um injusto cancelamento. NINE-NINE!

Demolidor

A vida não é justa, a gente sabe. O cancelamento de Demolidor após sua melhor temporada: também não. Após um segundo ano arrastado, a 3ª temporada da série da Marvel trouxe tudo que a primeira tinha de melhor, incluindo Wilson Fisk e a pancadaria de corredor.

Fear the Walking Dead

Tem que se elogiar uma produção que consegue se reinventar após um período de estagnação. Dividida em duas partes completamente distintas, a 4ª temporada de Fear the Walking Dead pode ter desagradado alguns com a morte de personagens queridos, mas não falhou nenhum momento em manter o suspense que lentamente foi se revelando por meio de flashbacks e flashforwards. Parece que os colegas de The Walking Dead estão planejando algo parecido para a série original, já que deu bastante certo.

The Good Place

Outra que não está no seu auge. Por sorte, o mediano de The Good Place ainda é melhor que muita comédia da CBS. Sem ofensas... mas só um pouquinho de ofensa, vai. A total liberdade de poder fazer qualquer loucura com a narrativa dá à série um potencial ilimitado de piadas. Destaque para toda e qualquer cena com Maya Rudolph.

The Handmaid's Tale

A 2ª temporada de The Handmaid’s Tale dividiu opiniões (mesmo aqui na redação do Minha Série), mas uma coisa todos concordamos: ela continua muito à frente do seu tempo, seja nos quesitos técnicos impecáveis, quanto na trama que oferece um soco no estômago do público a cada episódio.

One Day at a Time

Os Alvarez são a família que todo mundo gostaria de ter (ou já tem). One Day at a Time é um sitcom clássico que aborda temas contemporâneos e muito delicados, sabendo alternar entre o humor e a seriedade com maestria. Pode parecer bobo a princípio (digamos, até o 4º episódio da 1ª temporada), mas depois é impossível não se apaixonar.

Westworld

Ainda que Westworld não tenha mantido o alto nível do seu ano de estreia – perdendo ritmo em alguns episódios e com um final que dividiu opiniões –, a 2ª temporada série da HBO mereceria estar aqui nem que fosse apenas pelos belíssimos episódios “Akane No Mai” e “Kiksuya”. Linda e inteligente, um partidão.

E aí, quais são as Melhores Séries de 2018 na sua opinião? O que não podíamos ter deixado de fora? Conta para a gente nos comentários!

Assuntos
Especiais, Melhores Séries, Listas

Leia Mais

Deixe seu comentário