The Handmaid's Tale: atriz comenta aliança inesperada na trama

  • por Minha Série em 05/06/2018 - 07:00

As coisas estão mudando bastante rápido na segunda temporada de The Handmaid's Tale. A série que levou o Emmy de Melhor Série Dramática em 2017 está mostrando que isso foi só o começo.

No episódio 2x06 "First Blood", um acontecimento inesperado mudou completamente o curso da trama. Ofglen (Tattiawna Jones) se transformou em uma mulher-bomba durante a inauguração do novo Centro de "Treinamento" de aias. E com sua explosão, vários dos Comandantes de Gilead foram atingidos, incluindo Fred Waterford (Joseph Fiennes).

E graças ao estado acamado dele, uma aliança inesperada surgiu. Serena (Yvonne Strahovski) e Offred/June (Elisabeth Moss) veem que a própria segurança, assim como a dos outros habitantes de Gilead, está ameaçada pelo novo Comandante, o cruel Cushings.

Pelos flashbacks, já percebemos que Serena não é simplesmente uma esposa submissa — surpreendentemente, Gilead só é como é por conta dela. Ela pode ser um ser humano terrível e egoísta, mas com certeza é uma mulher forte, que fará o que for preciso para manter as coisas do jeito que estão — mesmo que isso signifique burlar regras e se passar pelo marido, algo que é extremamente perigoso para ela. Em entrevista, a atriz falou sobre a decisão de sua personagem.

"Existem algumas coisas passando pela mente dela sobre as mudanças [em Gilead] e sobre o que ela tem responsabilidade no final. Ninguém está seguro em Gilead, mesmo alguém como Serena, que está no topo da cadeia alimentar das mulheres de Gilead. Sempre há um medo de as pessoas descobrirem os segredos da casa, e a essa altura, já existem um bocado deles. Também é uma oportunidade para ela tornar a ser Serena do passado de alguma forma, voltando a um escritório onde ela pode de fato usar palavras e papel para isso — e permitir que Offred faça a mesma coisa, porque ela precisa de ajuda."

Esse provavelmente foi o momento mais próximo entre as duas. Apesar das muitas diferenças, June e Serena são mulheres fortes lutando pelo que acreditam, e se elas precisam se unir para sobreviver, elas o farão. Contudo, Strahovski diz que essa aliança não deve durar muito.

Uma aliança improvável

"É por conta dessa dinâmica horrível que há entre elas. É quase como se elas pudessem ter sido amigas em outra vida ou em outra situação. Toda vez que elas tentam, não funciona de verdade. Tem sempre uma dinâmica estranha em que ela odeia Offred por todas as razões que nós vimos, mas ainda ama o que há dentro dela, e o que cresce dentro dela com o bebê. Mas, além disso, há uma solidão que também envolve Serena. Ela não tem ninguém em quem confiar. Ela vê uma espécie de aliada em Offred porque ela é uma mulher esperta e inteligente, e eu acho que Serena respeita isso, mesmo que a odeie ao mesmo tempo. Há sempre essa tentativa de uma aliança, mas nunca funciona."

É provável que nunca funcione mesmo: June quer o fim de Gilead, e Serena vai fazer de tudo para manter a sua criação. Além disso, há a relação complicada envolvendo Fred: June precisa fazê-lo acreditar que ela gosta dele para que ele proteja sua filha, e a ideia de que o marido se envolva com a aia é terrível para Serena.

Há, ainda, uma quarta peça nesse complicado quebra-cabeças: Nick (Max Minghella). Serena não sabe da profundidade da relação dele com June, mas sabe que há algo acontecendo. Por outro lado, ele tem coisas que poderia usar contra ela, como o fato de ser o pai do bebê e tê-la ajudado nas falsificações. Com a morte do Comandante Pryce, a quem ele era leal, seu papel como Guardião e espião deve diminuir cada vez mais, dando espaço para um Nick leal à "família" — ou o que quer que June e o bebê signifiquem para ele.

Este texto foi escrito por Verenna Klein via nexperts.

Assuntos
Spoilers

Leia Mais

Deixe seu comentário