James Franco é acusado de comportamento abusivo e sexualmente inapropriado

  • por Minha Série em 12/01/2018 - 13:48

No último domingo (7), James Franco foi premiado por sua performance em Artista do Desastre no Globo de Ouro, evento em que a grande maioria das celebridades vestiu preto em apoio às recentes denúncias de assédio sexual em Hollywood. O ator, inclusive, estava usando o broche do movimento "Time's up", em solidariedade à iniciativa contra casos de abuso sexual e de poder.

Isso, porém, revoltou algumas mulheres, que se pronunciaram no Twitter sobre experiências negativas que tiveram ele. Posteriormente, o Los Angeles Times publicou um artigo com o depoimento de cinco mulheres, quatro delas ex-alunas da Studio 4 (escola de cinema fundada por Franco), acusando o ator de comportamento sexualmente inapropriado.

Sarah Tither-Kaplan, por exemplo, acusou James Franco de abuso de poder. A atriz participou de algumas produções de Franco e contou que, em uma delas, o ator removeu as proteções plásticas das partes íntimas das atrizes enquanto simulava sexo oral nelas em uma cena de orgia. Outras duas mulheres, Hilary Dusome e Natalie Chmiel, denunciaram que o ator apresentava comportamento hostil e raivoso quando nenhuma atriz concordava em fazer topless para uma cena.

A atriz Katie Ryan contou que James Franco fazia os atores acreditarem que sempre haveria papéis disponíveis para quem estivesse disposto a tirar a roupa ou performar atos sexuais. Além disso, segundo ela o ator sempre mandava emails com testes para papéis de prostitutas. Por fim, Franco foi acusado de forçar Violet Paley a fazer sexo oral nele enquanto os dois estavam no carro dela; para conseguir interromper a situação, ela precisou dizer que alguém os teria visto.

O artigo do Los Angeles Times foi publicado apenas alguns dias depois de Franco ter feito uma participação no The Late Show, onde se prontificou a negar as acusações que recebeu para o apresentador Stephen Colbert. O ator declarou: "Olha, na minha vida eu me orgulho em assumir responsabilidade por coisas que fiz. Eu preciso fazer isso para manter meu bem-estar. As coisas que eu ouvi que estavam no Twitter não são verdade. Mas eu apoio completamente que as pessoas possam ter uma voz, porque elas não tiveram uma voz por muito tempo. Então eu não quero calá-las de jeito algum. Se eu fiz algo de errado, eu vou consertar, eu preciso".

Este texto foi escrito por Juliana Carvalho via n-Experts.

Assuntos
Celebridades

Leia Mais

Deixe seu comentário